quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Velhos conhecidos


Vencemos a primeira! E dessa vez não demorou 60 jogos para isso acontecer, como no ano passado.

Jogando contra um limitado Florida Panthers, diante de 22 mil fanáticos tricolores, o Canadiens soube aproveitar o caminhão de faltas cometidos pelo adversário e faturou os 2 primeiros pontos na tabela.

Logo com 3 minutos de jogo, Gionta recebeu na direita e passou para o meio do slot, onde Plekanec apareceu na frente do marcador e finalizou para o canto direito abrindo o placar para o time da casa.

CHARADA DO DIA: Quem era o jogador que deveria estar marcando Plekanec mas que bobeou e deixou o camisa 14 livre na cara do gol?

Resposta: KOVALEV! Sim, ele mesmo, o AK27! O preguiçoso atacante, que joga com uma calça jeans por baixo do uniforme, sem emoção e muito sono... e AINDA TEM TIME QUE GASTA DINHEIRO COM ELE! "Expressionante", diria um amigo meu.

Voltando ao jogo, aproveitando uma situação de 5 a 3, Montréal ampliou o marcador no 1º período com o mito Andrei Markov.

No segundo período, o Habs resolveu "ajudar" o Panthers e cometeu quatro faltas, das quais o Panthers aproveitou apenas uma, logo no começo, para diminuir a diferença.

Mas o Panthers "não deixou barato" e deu duas oportunidades de PowerPlay para o Canadiens, e quem apareceu de novo? O camisa 79, Markov, o Mito, mandando um balaço no canto esquerdo que bateu na trave e morreu no fundo do gol.

Ainda no final do período, o garoto Galchenyuk desviou um chute do limitado Prust para fazer seu primeiro gol na carreira profissional. Na mesma jogada, outro garoto, o estreante Gallagher anotou seu primeito ponto na liga. Assim fomos com 4 a 1 para o último período.

E no 3º período? O que rolou? Bem, Ryan White e os jogadores do Canadiens fizeram de tudo para dar emoção ao jogo; sorte que Carey Price não deixou e fechou o gol.

White teve a proeza de cometer sozinho QUATRO FALTAS, sendo três delas no mesmo lance. Ele sozinho foi responsável por 27 dos 39 minutos de penalidade da equipe. O Habs ainda cometeria mais duas faltas, gerando infinitos minutos de penalidade. Sorte que o Panthers é ruim e Price é bom.

RESUMO: O jogo foi definido por velhos conhecidos da torcida quebecois. Kovalev falhando (pelo menos não do nosso lado), Markov fazendo gols de Power Play e Price mitando no gol.O time mostrou evolução na movimentação ofensiva e alguma velocidade nas jogadas. Também mostrou muita competência nos lances de vantagem numérica. Mas um time que comete ONZE faltas em casa contra o Panthers preocupa bastante. Se queremos alguma coisa esse ano, a primeira coisa que temos que fazer é sermos mais disciplinados. Não adianta ter um time agressivo fisicamente mas não saber usar a força física sem cometer faltas. Vamos ver na sequência da temporada.

Pontos positivos:
- Price
- Markov
- PowerPlay ofensivo

Pontos negativos:
- White
- PIM
- Boullion

Quinta-feira temos nosso bom e velho carrasco Ovechkin e o Capitals pela frente. GO HABS GO!

3 comentários:

  1. markov muito foda ontem. para a nossa alegria, ele voltou mostrando serviço.

    gostei de ver o galchenyuk fazer o primeiro gol dele na nhl. esse mlk promete, jogou muito bem ontem

    price tomou so um gol, depois de um chute indefensavel durante o pp dos caras

    e claro, mençao honrosa a kovalev, o mito do chinelinho, o cara que inspirou tantos jogadores do futebol tupiniquim (roger é um otimo exemplo)... so um time mediocre como os panthers pra contratar esse puto. enfim...

    que venha a quinta feira, com oviadechkin e cia.

    ResponderExcluir
  2. hahahahhahaha Veiga comparando AK27 àquele cujo maior título da carreira foi comer a Deborah Secco

    ResponderExcluir
  3. kkkk
    tudo bem, peguei pesado com o kova dessa vez...

    ResponderExcluir